fbpx

O artigo de hoje, vai permitir “esmiuçar” um pouco da história dos últimos anos no que diz respeito ao aumento da taxa de excesso de peso e obesidade ao longo das últimas décadas.
Aproveitamos hoje que é o Dia Mundial do Combate à Obesidade, para te explicar porquê.

Regresso ao passado (Diretrizes Nutricionais Oficiais 1980)

Fazem este ano, 37 anos desde que foram lançadas as primeiras Diretrizes Nutricionais Oficiais lançadas pelo Departamento de Saúde e Serviços humanitários dos Estados Unidos da América.
A preocupação em oficializar estas diretrizes, estava relacionado com a preocupação relacionada com um possível aumento nas taxas de obesidade e doenças crónicas.
Este documento era curto e conciso, e passamos a elaborar alguns dos objetivos presentes no mesmo:

  1. Escolhe uma dieta com alimentos variados (evitar comer sempre o mesmo)
  2. Mantem o peso ideal para a tua altura
  3. Evita consumos exagerados de gordura alimentar, principalmente saturada e colesterol
  4. Escolhe alimentos com um equilíbrio entre os amidos presentes e fibra
  5. Evita o consumo excessivo de açucares
  6. Evita o consumo excessivo de sódio
  7. Se consomes álcool, que seja com moderação

Quem segue o blog da Sik Nutrition sabe perfeitamente que isto é o que temos vindo a recomendar, e alguns destes pontos estão presentes no nosso Ebook parte do Programa Strong and Sexy.
Se as seguires será quase impossível teres uma dieta errada! Baseada em alguns hidratos de carbono integrais, leguminosas, batatas, vegetais, frutas, frutos secos, cortes magros de carne, peixe, marisco e alguns lacticínios. Evitando assim a maioria dos processados e fast food.
Se voltar ao documento das Diretrizes, em específico a secção sobre o peso corporal, referiam a equação básica na qual já falamos bastante na nossa Pirâmide do Metabolismo, e as Diretrizes tinham 4 pontos essenciais:

  • Aumenta a tua atividade física
  • Reduz o consumo de gorduras alimentares e alimentos com gordura (redução calórica)
  • Reduz o consumo de açúcar e doces (densidade energética)
  • Evita o consumo do álcool

Basicamente está resumido tudo o que precisas de fazer para ficar em forma! Mas… Estas Diretrizes têm 37 anos, e desde aí em vez de emagrecer, A POPULAÇÃO ENGORDOU.
Ao longo dos últimos anos a obesidade, nos Estados Unidos por exemplo, duplicou e prova que algo aconteceu neste tempo e que não reflete as diretrizes.
Basicamente, existem especulações de que como as diretrizes falam na redução do consumo de gorduras, que algumas cadeias de produção de alimentos e restaurantes aumentaram a quantidade de açucares e amidos adicionados aos alimentos para os manter saborosos sem ter de aumentar a gordura presente nos mesmos.
Se bem que esta técnica é conhecida, e foi usada em alguns alimentos, por si só não serve de explicação até porque os hidratos de carbono têm menos de metade da densidade energética da gordura (hidratos 4kcal por grama contra 9kcal por grama da gordura).
A verdade é que mais de 50% das pessoas não segue as diretrizes acima, porque não ouviram nada do que foi recomendado. O consumo de refrigerantes, açucares refinados, gorduras adicionadas e comida altamente processada aumentou de uma forma astronómica assim como o nosso consumo de calorias.

Evolução de pessoas com registo de obesidade entre o n.º de utentes inscritos em CSP, por ARS (2011 a 2013)

Número de pessoas com registo de pré-obesidade entre o n.º de utentes inscritos em CSP, por ARS (2013).

Os dados agora apresentados revelam a elevada prevalência de obesidade na sociedade Portuguesa (cerca de 1 milhão de adultos obesos e 3,5 milhões de pré-obesos).

Porque falharam as recomendações?

Algo que as Diretrizes não tinham em conta foi a nossa capacidade de interpretar essas linhas a seguir, tal como a nossa dificuldade como seres humanos em controlar alguns dos nossos comportamentos.
Ainda que a maioria das pessoas atualmente se preocupe com a sua saúde e com se alimentar de forma mais saudável, continuamos a ver um número enorme de pessoas com excesso de peso.
Se és realmente capaz de controlar todos os teus comportamentos, serás capaz de controlar os teus impulsos e comer de forma saudável atingindo a maioria dos pontos presentes nas diretrizes? Desta forma não vais ser mais um dos casos que acaba por estar a comer em demasia e com excesso de peso anos a fio!
O Autor Daniel Kahneman autor do Livro Thinking, Fast and Slow e vencedor de um Prémio Nobel, dividiu logicamente o cérebro duas partes distintas:

  • Sistema 1, processos rápidos, sem esforço, intuitivos e inconscientes (semelhante à maioria dos nossos hábitos)
  • Sistema 2, processos lentos, que requerem esforço, racionais e conscientes (ações pensadas como indivíduos)

Desta forma, usando a divisão proposta Daniel Kahneman, podemos explicar parte dos comportamentos que levam ao incumprimento das diretrizes (bastante claras) elaboradas há quase 40 anos atrás.
Se bem que o teu Sistema 2 (consciente) quer preocupar-se com a tua saúde, peso corporal, imagem corporal tens também o teu Sistema 1 (inconsciente, ou quase) que está mais preocupado com o imediato como aquele Cupcake de Nutella que viste há pouco, e muitas das vezes o Sistema 2 precede ao Sistema 1 (relacionado com os impulsos recebidos pelo olfato, visão, audição, tato).

Consumo de Calorias ao longo dos anos (Calories In)

A realização de alguns estudos relacionado com o consumo de calorias ao longo dos anos, foi sem dúvida uma tarefa difícil.
No entanto foram identificados três formatos para essa mesma análise, e deram resultado ao gráfico seguinte:

Consumo calórico nos Estados Unidos entre adultos para as datas de 1975 a 2006. Dados recolhidos pela USDA, pelos surveys realizados pela NHAMES e pelo trabalho realizado por Hall et al (PLoS ONE 4 (2009): e7940)

 
Como é possível observar nos gráficos acima, os três métodos deram resultados ligeiramente diferentes entre eles. No entanto todos têm algo em comum: o consumo de calorias ao longo dos anos aumentou substancialmente (entre 218-367 Calorias a mais por dia entre 1978 e 2006).

Gasto através de atividade física ao longo dos anos (Calories Out)

Outro segundo fator de grande relevância, é avaliar o que aconteceu ao dispêndio calórico ao longo do tempo.
Como falado na Pirâmide do Metabolismo, uma das componentes de relevo é o NEAT (Termogénese da Atividade Sem Exercício ou Sem Esforço). O NEAT inclui as lides domésticas, passear o cão, lavar a nossa roupa à mão, plantar na horta, ordenhar as vacas, entre outras tarefas que muito eram feitas no passado manualmente.
Já percebeste onde quero chegar, passamos de atividades na sua maioria manuais e que requeriam algum esforço físico para trabalhos sedentários. Além disso, uma sociedade que deixou de andar a pé, e que passa a maioria do seu tempo livre a conduzir.
Se avaliarmos, existiu um aumento exponencial do número de carros registados, existem atualmente (2015) em Portugal 237 carros por cada 1000 habitantes contra 100 carros por cada 1000 habitantes em 1991. Um aumento de 137% em 24 anos.

Registo de automóveis em Portugal por 1000 pessoas entre 1991 e 2015 (retirado do https://www.pordata.pt/DB/Europa)

Desta forma, repentinamente começamos a comer mais, e estamos sedentários… Que mais poderia acontecer?

Ainda podemos reverter esta situação?

Numa situação onde conseguimos claramente identificar dois dos principais fatores das causas do aumento de obesidade, podemos começar já HOJE a implementar algumas mudanças.
Regressar novamente ás Diretrizes com 40 anos, quase de barbas e carecas, e aplicar as mesmas ao teu dia-a-dia pode ter uma magnitude gigante não só em ti, mas em todos os que te rodeiam!

Resumo

A pobre qualidade da alimentação da maioria da população hoje em dia, com consumos excessivos de calorias e com comidas densamente energéticas, associado à inatividade física continuam a ser principais determinantes do aparecimento de obesidade e de doença crónica em Portugal.
Como resumo (extraído Ordem dos Nutricionistas no Programa Alimentação saudável):

  • O acesso a informação de qualidade sobre hábitos alimentares, seus determinantes e consequências é fundamental para definir prioridades baseadas em evidência;
    • Nós Sik Nutrition contribuímos para isto diariamente com os nossos artigos no blog, e vamos lançar um evento de sensibilização aqui;
  • Mais de 50% dos adultos Portugueses sofre de excesso de peso e a alimentação inadequada é a principal responsável pelos anos de vida prematuramente perdidos em Portugal;
  • A alimentação de má qualidade afeta com maior intensidade, crianças, idosos e os grupos socioeconomicamente mais vulneráveis da nossa população, aumentando as desigualdades em saúde.

 
Vais a tempo de mudar a tua vida para melhor, não esperes pelo amanhã.
#Descomplica

Bibliografia:

Hungry Brain
Ordem dos Nutricionistas: Programa Alimentação saudável

Translate »

Subscreve a nossa newsletter

Subscreve a nossa newsletter para seres o primeiro a saber todas as novidades da nossa equipe.

Ficaste inscrito, agora vais fazer esta viagem connosco!