Hoje, celebrando o dia Mundial do Vegetarianismo, decidimos convidar o nosso Atleta Nuno Filipe, que é Vegan para contar um pouco mais da sua história e nos falar um pouco mais desta abordagem “plant-based”.


O fator mais curioso e interessante que me levou até à Sik Nutrition foram as as 4ªs feiras científicas 😊 Quando conheci a Tânia Lima, nos poucos momentos que tínhamos para trocar dois dedos de conversa após as aulas, ela ia-me apresentando e falando da equipa da SIK, e um dia após pesquisar um pouco, dei com um dos posts das 4ªs feiras científicas. A actualidade e simplicidade do artigo fez-me pensar que se “um dia me meter numa coisa destas, é aqui”.

E no dia que avancei não tive qualquer receio. Apenas o de vos deixar ficar mal 😊. Nunca considerei que o veganismo me dificultasse a vida – apenas nos jantares de natal da empresa onde me serviam salada de alface, tomate e cebola. Típico 😊

Desde que tenho memória, sempre vivi com atividade física e em variados momentos da minha vida pratiquei desporto de forma mais séria, sendo que a minha alimentação vegana nunca foi um problema.

Tenho um longo background de exercício físico e quando era – bem – mais novo e praticava e competia no BJJ recordo-me de ver imensa gente no ginásio que os meus mestres me “obrigavam” a frequentar, cuja alimentação consistia em laranjas, ovos, peixe cozido e batata doce. a todas as refeições. Com uns batidos pelo meio e 12 comprimidos de seguida. Era a única realidade que tinha no início dos anos 2000, e talvez um pouco responsável pelo meu “dislike” por ginásios desde então.

O meu ídolo nesta jornada é sem dúvida a Tânia Lima! Conheci a Tânia quando ela me contactou para começar as aulas de Ashtanga Yoga. Daí a falarmos com regularidade das transversalidades das nossas práticas, de como um podia beneficiar a outra e vice-versa, de ela me explicar o que são macros (heheh), de me mostrar o facebook da SIK, de irmos juntos em família a concertos de beneficência, foi um ápice. São poucas as pessoas hoje em dia que nos conseguem demonstrar e explicar algo com completa humildade, que nos ensinam sem esperar algo em troca, que não nos vendem a sua versão das coisas ou vangloriam-se dos seus feitos, e a Tânia foi – e ainda é – para mim uma dessas pessoas.

Atualmente diga-se que ainda estou na fase de absorção. É todo um mundo novo ao qual, devagarinho, me começo a adaptar. Mantenho-me sempre curioso e entusiasmado, que acho que são dois aspetos importantes para este e qualquer protocolo funcionarem!

Não participo muito no Grupo (do facebook) da Team Sik Nutrition, mas vou lendo e acompanhando todos os meus companheiros e companheiras de macros e treino, silenciosamente orgulhoso e a torcer por cada um deles.

Quanto aos Coaches e equipa técnica, são péssimos, é uma desgraça. 😛 ahahah.

Ainda só contactei com o João, já sei quem são os restantes, pelo que aguardo pela oportunidade de os conhecer pessoalmente um dia! 10/10 se isto fosse um review oficial!!

Acho que algo muito importante é que todas as minhas opções alimentares foram respeitadas desde o 1º contacto. Nunca senti sequer que seria um problema ou que era “mais difícil” ou “mais complicado”, não estaria nele de fosse de outra forma!

Ao longo das últimas semanas tem sido um acumular de peças que me têm permitido progredir (sendo que aqui a medição do termo “progresso” é muito subjetiva aos olhos do espetador).

Numa semana é entender um movimento nume exercício do treino, noutra é aprender a usar uma App (hello Myfitnesspal), noutra será certamente algo novo, para acrescentar a este progresso.

Em todos os aspetos da minha vida, pequenos incrementos mantidos durante um período longo de tempo têm sido o pilar de todas as mudanças conscientes e positivas que alguma vez fiz!

E assim orgulho-me de seguir um protocolo extremamente equilibrado e bem desenhado, e no topo da pirâmide, acima de qualquer resultado estético ou de performance, o meu protocolo tem a palavra “saúde”. Quanto à saciedade, bem, sendo Vegan acabo a comer uma panela de legumes e leguminosas para encaixar nas macros, não deixam grande espaço para ter fome 😉

Uma das minhas maiores lições de vida é aceitar sempre com consciência de que estamos apenas a viver uma experiência neste corpo, que ele é um aluguer de longa duração que não nos pertence na realidade… Por isso tomemos bem conta dele, para que ele possa tomar bem conta de nós enquanto partilharmos esta coisa de estarmos vivos. Sem comparações e sem julgamentos, certamente nunca ouvimos ninguém a dizer que “o meu carro alugado é melhor que o teu”, por isso damos o nosso melhor para nós, que é tão diferente de pessoa para pessoa! É assim que me vejo hoje! Pergunta-me amanhã novamente para confirmar heheh

Eu chamo-me Nuno, tenho 35 anos e sou pai de uma linda menina de 4 anos e casado com a mulher mais linda da minha vida. Moramos pacatamente em Carcavelos, onde desenvolvo os meus dois projectos – Ashtanga Yoga Carcavelos e o Centro de Osteopatia & Yoga. Quando consigo, gosto de estar dentro de água em cima de pranchas, ou na garagem a montar e desmontar coisas com rodas, ou em casa a ler e a estudar sobre tempos e culturas idas. Nada disto seria possível sem o meu meu aliado, café sem açucar!

Obrigado pela oportunidade de celebrar convosco este dia 😊


O Nuno tem tido uma jornada e tanto! Ajustar as suas calorias e macronutrientes para o seu enorme dispêndio calórico diário, tem sido umd esafio muito interessante mas felizmente está a correr muito bem e a recomposição corporal tem sido fantástica.

Coach João

#Descomplica

Translate »

Subscreve a nossa newsletter

Subscreve a nossa newsletter para seres o primeiro a saber todas as novidades da nossa equipe.

Ficaste inscrito, agora vais fazer esta viagem connosco!