Hoje é a vez de trazer a fantástica história da Patrícia Lapo.

Uma jornada fantástica que ela, melhor que eu, pode contar na Primeira Pessoa. Que orgulho do que já conseguiste e que ainda vais conseguir tenho a certeza 😉


Já vos seguia há algum tempo, e percebi que a nutrição seria mais ou menos a base do vosso trabalho. 

E isso foi desde a muitos anos para cá e gostando de desporto desde sempre uma área que me interessou bastante e sem dúvida algo que queria melhorar devido ao meus historial de anos no yoyo (emagrece/engorda). 

E claro o pensamento que todos os meus problemas se resumiam ao facto de não ter a imagem que gostaria, e que vocês me iam ajudar a resolvê-lo.

Quando comecei a jornada convosco e fiz o desafio grátis dos 14 dias foi algo impulsivo. 

Inscrevi me a pensar que não iria conseguir entrar no grupo.

E claro a motivação era muita mas o medo de ser só mais uma forma de perder peso que não resultasse, mesmo vendo casos de sucesso.

Na infinita busca da plenitude! 😘

Antes de embarcar nesse início eu já seguia a Inês Direito, com um shape invejável, dreamy para ser sincera. Ainda hoje o é. 

Assim que me juntei nesta jornada convosco a sensação foi… não minto. Foi revigorante, foi como se estivesse a aprender a andar e isso é super emocionante e motivador. 

Ficamos cheios de energia a querer ser esponjas de tudo.

Aproveitar tudo que nos é transmitido e ensinado.

E a forma como trabalhamos juntos foi importante por nos focarmos nas bases: a base serei sempre eu e aquilo que eu quero fazer.

São nos dadas as ferramentas para conseguir alcançar os objectivos que tenhamos desde que sejam conscientes e alcançáveis. 

Nós fazemos com essa informação o que queremos. 

Aprendemos o “certo e errado”, o que nos ajuda no processo ou atrasa. 

Só depende de nós. 

O apoio a meu ver é um ponto chave, comigo foram super atentos, perceberam coisas antes até de eu perceber e foram “duros” e críticos quando foi necessário ser. 

Isso para mim é a chave porque não falta quem nos passe a mão no pelo, passo a expressão e os resultados não aparecem. 

Sou da opinião que sem exigência nada se constrói de forma concreta e resistente. 

A Sik Nutrition acredita na Excelência a começar por eles (coaches) e isso é notório.

Aprendi sim a #descomplicar aquilo que o mundo do fitness tanto insiste em complicar. 

Nem tudo é preto no branco, nós somos seres de cores e a Sik tem uma paleta de cores prontinha para nos identificar e ajudar no caminho

Descobrem as camadas, descomplicam e dão nos ferramentas para que sozinhos sejamos capazes de lá chegar e manter. 

Temos de conquistar o nosso caminho, nem sempre a papinha está feita, mas são estes desafios tão bons que nos fazem crescer.

E digo isto hoje, porque quando comecei não me sentia bem comigo devido a vários factores, um deles a imagem no espelho que nem sempre se resumia a verdade. Mulheres! 

Hoje depois de tanta aprendizagem hoje lido melhor com os altos e baixos, tento respirar mais vezes antes de desistir. 

Neste momento estou a tentar seguir um caminho mais tranquilo, sem exageros e a tentar algo que já fazia com a Sik. Encontrar-me.

No início do programa senti um pânico horrível em sair daquilo que estava a funcionar

Existem programas que não funcionam…

Este programa o que me assustava era fugir do que fazia bem, e funcionava ótimo!

O tal equilíbrio que tanto falamos, eu não o tinha. 

Negava saídas por causa do plano. 

Convites era uma aflição. 

Neste momento, estou tranquila. 

Se der para encaixar no dia melhor, perfeito, se não, tento fazer a melhor escolha dentro das hipóteses que tiver. 

Se mesmo assim não der, evitar a compulsão e no dia a seguir voltamos à rotina. Sem culpas. 

A comida não é o problema, mas sim o que fazemos com ela ao nosso corpo e mente. 

E evitar o tão conhecido: perdido por 100 perdido por 1000.

Hoje sinto que podia ter aproveitado mais, ter relaxado mais e não ser tão dura comigo. 

Hoje vejo uma rapariga que com o tempo e com as opções que temfaz um bom trabalho, mas ainda há muito para conquistar e conseguir. 

Fiz de coisas que permitiram que alguém à minha volta gostasse mais de desporto, aprendesse com os meus erros, que acreditasse que era possível chegar lá também.

Eu sou Patrícia Lapo, sou operadora fabril de bolos e tenho 28 anos. 

Gosto de preparar marmitas para acalmar a mente, adoro treinar e mover me de qualquer maneira e feitio. AMO caminhadas a beira mar. 

Gosto e sinto necessidade de aprender mesmo que seja sobre a caça do pirilampo, e não digo não a um docinho 😉


A Patrícia é sempre muito modesta…

Estes são os modestos resultados dela 😉

Patrícia orgulha-te de ti, do teu esforço e da tua resiliência.

E nunca, mas nunca mesmo mandes a toalha ao chão.

Conta com esta família, sempre!

#descomplica

Translate »