Cindi – De Administrativa a Gestora Nutricional

Cindi – De Administrativa a Gestora Nutricional

E hoje quero falar um pouco sobre o percurso fantástico da Cindi!

Após conversarmos um pouco decidimos partilhar um pouco do seu progresso…

Sentia-se perdida, sem foco e nenhuma confiança nela própria. E o que será que conseguiu?


Tudo começou após um aumento de peso bem significativo, já não estava a conseguir reencontrar o foco e a confiança en mim.

Acreditava que só com a ajuda de alguém qualificado iria conseguir reerguer me.

Já seguia a SN há alguns anos e estes foram a minha primeira escolha quando decidi procurar ajuda. Foi me apresentado um plano que não estava apenas virado para o treino e alimentação mas também para o mindset e era isso que isso que eu também precisava.

Ter as bases para voltar a acreditar em mim.

Não posso dizer que tive medo antes de iniciar o programa mas posso dizer que tive receio de passar fome.

Eu gosto de comer se não, não teria engordado tanto.

As minhas porções diárias recomendadas foram ajustadas ao meu corpo e eram suficientes. Mas inicialmente como eu queria perder peso, comia menos e senti fome.

Após desbloquear o canto do cérebro que me dizia que devia comer, deixei de passar fome e fui perdendo peso 🙂


Também tive receio de falhar comigo própria e de desiludir o meu marido que é o meu maior apoio.

Já seguia algumas pessoas que já perderam peso, entre as quais algumas da família SN gosto de seguir, como a @anasofia.bb, @ines.castanheira, @julie_costa_, @idireito, @mr.miguel.maia

Desde que comecei o Programa foi uma ótima sensação. Pensei “agora é que é, vais conseguir.”

Tinha noção que não iria ser fácil no início mas estava preparada para o que aí vinha.

As primeiras 2/3 semanas foram um pouco complicadas. Quer se queira, quer não, criam se expectativas e se a realidade não for de encontro com as mesmas, o mental vai abaixo.

Isso aconteceu me mas tive sempre um apoio 5 estrelas do João.

Ele tinha sempre as palavras certas para me fazer acreditar em mim e para me pôr em questão. Ele fez sempre com que eu encarasse cada acontecimento como eles realmente eram e não como eu queria que fossem.

Aprendi que se eu realmente quero mudar, eu consigo. Nada se consegue em dois dias.

O crescimento pessoal e a perda de peso são graduais e mais vale ser lento e bem feito do que depressa e mal.


Estou a voltar a acreditar em mim e isso é das melhores coisas que podiam estar a acontecer.


Hoje já não tenho o pensamento “perdido por 100, perdido por 1000”.

Se comer algo que não devia, aconteceu e acabou ali. Não vou comer mal o resto do dia ou até nos dias seguintes.

Tenho um caminho pela frente e acredito que vá chegar o dia em que goste de mim e quando isso acontecer, seria uma mulher mais feliz.

É um processo moroso mas estou no bom caminho.

Para mim o mais difícil sempre foram os fins de semana. Estou mais tempo em casa com a família, podemos estar sentados à mesa sem pressa e logo acabo por comer mais.

Mas já não como até sentir aquela sensação de “empaturramento”.

Após este trabalho conjunto, hoje sinto que cresci e que volto a acreditar em mim. Ainda tenho um longo percurso até atingir o corpo que quero mas estou positiva.

Acredito que vá chegar lá e quem sabe, um dia inspirar alguém.

Tenho 37 anos, sou Administrativa e adoro bootcamp, yoga, passar tempo de qualidade com a família, ler, ver filmes/séries.

Sou a Cindi e #descomplico.


A jornada de 8 semanas (menos de 2 meses) da Cindi foi incrível:

Volume Perdido: 37 cm de perímetros corporais
Peso Perdido: -4,2 kg

Aproveito e convido-te a dar uma olhada no seu instagram super fit @moi.healthy:

https://www.instagram.com/moi.healthy/

É incrível o quanto a mente pode conseguir num curto espaço de tempo.

Vamos arrancar uma nova Turma Fit in Sikxty no fim de Março e é a tua oportunidade de conhecer todo o processo que a Cindi descreveu.

Se gostavas de conhecer melhor e ter oportunidade de reservar a tua vaga envia-nos um email para geral@teamsiknutrition.com e vamos perceber contigo se é o programa certo para ti.

#descomplica

João

Patrícia Lapo – de fabricar bolos a 6-pack

Patrícia Lapo – de fabricar bolos a 6-pack

Hoje é a vez de trazer a fantástica história da Patrícia Lapo.

Uma jornada fantástica que ela, melhor que eu, pode contar na Primeira Pessoa. Que orgulho do que já conseguiste e que ainda vais conseguir tenho a certeza 😉


Já vos seguia há algum tempo, e percebi que a nutrição seria mais ou menos a base do vosso trabalho. 

E isso foi desde a muitos anos para cá e gostando de desporto desde sempre uma área que me interessou bastante e sem dúvida algo que queria melhorar devido ao meus historial de anos no yoyo (emagrece/engorda). 

E claro o pensamento que todos os meus problemas se resumiam ao facto de não ter a imagem que gostaria, e que vocês me iam ajudar a resolvê-lo.

Quando comecei a jornada convosco e fiz o desafio grátis dos 14 dias foi algo impulsivo. 

Inscrevi me a pensar que não iria conseguir entrar no grupo.

E claro a motivação era muita mas o medo de ser só mais uma forma de perder peso que não resultasse, mesmo vendo casos de sucesso.

Na infinita busca da plenitude! 😘

Antes de embarcar nesse início eu já seguia a Inês Direito, com um shape invejável, dreamy para ser sincera. Ainda hoje o é. 

Assim que me juntei nesta jornada convosco a sensação foi… não minto. Foi revigorante, foi como se estivesse a aprender a andar e isso é super emocionante e motivador. 

Ficamos cheios de energia a querer ser esponjas de tudo.

Aproveitar tudo que nos é transmitido e ensinado.

E a forma como trabalhamos juntos foi importante por nos focarmos nas bases: a base serei sempre eu e aquilo que eu quero fazer.

São nos dadas as ferramentas para conseguir alcançar os objectivos que tenhamos desde que sejam conscientes e alcançáveis. 

Nós fazemos com essa informação o que queremos. 

Aprendemos o “certo e errado”, o que nos ajuda no processo ou atrasa. 

Só depende de nós. 

O apoio a meu ver é um ponto chave, comigo foram super atentos, perceberam coisas antes até de eu perceber e foram “duros” e críticos quando foi necessário ser. 

Isso para mim é a chave porque não falta quem nos passe a mão no pelo, passo a expressão e os resultados não aparecem. 

Sou da opinião que sem exigência nada se constrói de forma concreta e resistente. 

A Sik Nutrition acredita na Excelência a começar por eles (coaches) e isso é notório.

Aprendi sim a #descomplicar aquilo que o mundo do fitness tanto insiste em complicar. 

Nem tudo é preto no branco, nós somos seres de cores e a Sik tem uma paleta de cores prontinha para nos identificar e ajudar no caminho

Descobrem as camadas, descomplicam e dão nos ferramentas para que sozinhos sejamos capazes de lá chegar e manter. 

Temos de conquistar o nosso caminho, nem sempre a papinha está feita, mas são estes desafios tão bons que nos fazem crescer.

E digo isto hoje, porque quando comecei não me sentia bem comigo devido a vários factores, um deles a imagem no espelho que nem sempre se resumia a verdade. Mulheres! 

Hoje depois de tanta aprendizagem hoje lido melhor com os altos e baixos, tento respirar mais vezes antes de desistir. 

Neste momento estou a tentar seguir um caminho mais tranquilo, sem exageros e a tentar algo que já fazia com a Sik. Encontrar-me.

No início do programa senti um pânico horrível em sair daquilo que estava a funcionar

Existem programas que não funcionam…

Este programa o que me assustava era fugir do que fazia bem, e funcionava ótimo!

O tal equilíbrio que tanto falamos, eu não o tinha. 

Negava saídas por causa do plano. 

Convites era uma aflição. 

Neste momento, estou tranquila. 

Se der para encaixar no dia melhor, perfeito, se não, tento fazer a melhor escolha dentro das hipóteses que tiver. 

Se mesmo assim não der, evitar a compulsão e no dia a seguir voltamos à rotina. Sem culpas. 

A comida não é o problema, mas sim o que fazemos com ela ao nosso corpo e mente. 

E evitar o tão conhecido: perdido por 100 perdido por 1000.

Hoje sinto que podia ter aproveitado mais, ter relaxado mais e não ser tão dura comigo. 

Hoje vejo uma rapariga que com o tempo e com as opções que temfaz um bom trabalho, mas ainda há muito para conquistar e conseguir. 

Fiz de coisas que permitiram que alguém à minha volta gostasse mais de desporto, aprendesse com os meus erros, que acreditasse que era possível chegar lá também.

Eu sou Patrícia Lapo, sou operadora fabril de bolos e tenho 28 anos. 

Gosto de preparar marmitas para acalmar a mente, adoro treinar e mover me de qualquer maneira e feitio. AMO caminhadas a beira mar. 

Gosto e sinto necessidade de aprender mesmo que seja sobre a caça do pirilampo, e não digo não a um docinho 😉


A Patrícia é sempre muito modesta…

Estes são os modestos resultados dela 😉

Patrícia orgulha-te de ti, do teu esforço e da tua resiliência.

E nunca, mas nunca mesmo mandes a toalha ao chão.

Conta com esta família, sempre!

#descomplica

Como atingir a tua melhor versão?

Como atingir a tua melhor versão?

Nesta série de 4 vídeos decidi falar da minha jornada mais recente dos últimos anos, que vai além nutrição e treino.

Nos últimos anos dediquei-me a evoluir como pessoa, como ser humano, de forma a ajudar outros a conseguir o mesmo.

Dediquei-me à Alta Performance como Pessoa, de conseguir ajudar outras pessoas a atingir a SUA melhor Versão.

Decidi desta forma passar a vídeo, em 4 partes, quais foram os 4 Pilares que me permitiram conseguir dar um pulo na minha vida e puxar várias dezenas de pessoas a conseguir o mesmo.

Os 4 vídeos abordam:

  • Autonomia
  • Excelência
  • Conexão
  • Propósito

No vídeo de hoje, Parte #3, falamos sobre Conexão.

Porque nada bom pode ser conseguido sozinho, certo?

Se acederes ao vídeo vais descobrir o link para os outros vídeos para poder ver as 4 partes.

Espero que te consiga inspirar a conseguir mais, a não resignar-te ao que tens hoje.

Ajudar-te a perceber que tens muito mais para dar por ti e por quem te rodeia.

Mas para isso precisas de sentir Autonomia, e otimizar o teu caminho para a Excelência, enquando neste caminho crias Conexão com o grupo de suporte que te permita cumprir como teu Propósito.

Se precisas de ajuda em algum destes 4 pontos clica no link e fala comigo que eu ajudo-te a conseguir a tua melhor versão.

Obrigado por leres tudo até ao fim, foste tu que tornas-te o meu sonho possível, e agora é a minha vez de retribuir para contigo.

#descomplica

Coach João

A Anabela conta-nos que o peso? Não é tudo

A Anabela conta-nos que o peso? Não é tudo

No post de hoje trago a história fantástica da Anabela. Tem sido uma jornada tão boa mas tão boa que não podia deixar de partilhar, com tanto orgulho que tenho.


Olá a todos! Então falar um pouco da minha jornada com a Sik Nutrition.

A necessidade surgiu do facto de não estar a conseguir atingir os resultados que queria sozinha, porque sentia que estava a falhar na alimentação e que o treino que fazia não me permitia evoluir mais. 

Fiz uma parte do percurso sozinha, mas não estava a conseguir passar daquele ponto.

Estava desmotivada e precisava de um estímulo que me desafiasse de alguma forma. 

O que mais me despertou interesse na Sik Nutrition foi o facto de lhe estar associado um conceito “descomplicado”, sem planos alimentares  restritos e de conhecer nas redes sociais o percurso de pessoas que já eram acompanhadas pela Sik Nutrition, que apresentavam excelentes resultados.

Inicialmente sendo franca, tive receio de não conseguir cumprir (e consequentemente não ter resultados) pelo facto de o acompanhamento ser à distância e não ter ninguém comigo presencialmente, mas desde logo percebi que o acompanhamento é à distância mas com apoio bem presente. 

Tive muitas dúvidas, sobretudo na parte da nutrição, visto que nunca tinha seguido um plano alimentar deste género (em que posso come ro que gosto), mas fui esclarecendo com a preciosa ajuda do João.

Antes de começar este processo já acompanhava através do Instagram o percurso da Inês Direito há algum tempo, que apresentava e continuar a apresentar uma excelente evolução 🙂

Assim que entrei para a equipa a sensação foi de algum receio, mas simultaneamente de entusiasmo e de total compromisso e vontade de aprender. Ao fazer parte da Comunidade de Sikianos é muito bom perceber que existem mais pessoas com as mesmas dificuldades, necessidades e objetivos.

A nível de nutrição, inicialmente pareceu-me algo confuso o fato de poder escolher o que posso comer mas após interiorizar alguns conceitos acabou por ser mais fácil do que esperava monitorizar as porções e posteriormente perceber o que são as macros. Serviu sem dúvida para desmistificar algumas ideias que nos vão vendendo na indústria do fitness.

A nível de treino, foi mais exigente mas muito gratificante, porque treinava dentro dos limites do conforto, e os tão famosos blocos de treino do João são um desafio 🙂 Foi-me dado sempre poder de decisão, por exemplo a nível de escolhas alimentares e número de vezes por semana que preferia treinar. 

Esta sensação de autonomia foi também uma peça importante.

Senti-me sempre apoiada, é notória a grande entrega e gosto pelo que se faz por parte de quem está do outro lado, isso inspira e transmite muita confiança.

Para mim a parte fundamental no meu processo foram as bases da nutrição. Aprender a selecionar os alimentos e quantidades de acordo com os meus objetivos. 


A nível de mindset, sem dúvida descomplicar e aprender a apreciar o processo e não apenas os resultados.


Se bem que nunca senti vergonha de como era sabia que me podia sentir melhor e progredir mais, e encontrei exatamente o que precisava. 

Hoje sinto-me sem dúvida mais confiante, com um conhecimento mais profundo e acima de tudo sei qual o propósito do treino e da alimentação que pratico. 

Engana-se quem pensa que esta “recomposição” acontece apenas fisicamente. 

É uma bela viagem em que nos desafiamos e o bem-estar vai muito além do que vemos ao espelho.

Foram várias as vezes ao longo do processo tive medo de fugir do plano, mas aprendi a lidar com isso, sem exageros e não me privei da vida social em função do plano. 

Atualmente continuo a ter jantares e almoços, momentos de lazer, procuro o equilíbrio e vou gerindo de acordo com o que sei ser o melhor para o meu bem estar físico e mental.


Embora não pretenda ficar por aqui, hoje vejo-me mais forte física e mentalmente. 

Vejo-me mais capaz de enfrentar desafios. 


Acredito que tenha inspirado algumas pessoas mais próximas direta ou indiretamente a serem mais ativas e procurarem desafiar-se.

Eu sou a Anabela e tenho 29 anos, moro no Porto e trabalho na área de Marketing. 

Não estou muito tempo quieta e o que mais gosto de fazer é estar com os meus, viajar, ler, aprender mais, cinema. 

Ultimamente tenho passado mais horas na cozinha e desenvolvido algum gosto por esta divisão da casa 😉 

Não dispenso a bela francesinha e um docinho (que caiba no plano hahaha).


A parte mais interessante é que ao longo de 12 semanas existiram férias, aumento das quantidades de comida e… Peso igual!

Já o corpo? Totalmente diferente.

Na foto da esquerda foi quando a Anabela começou o seu percurso em 2018, na foto do meio quando ingressou a Sik Nutrition, e a da direita uma foto atual deste mês de Setembro de 2019 🙂

Peço que comeces a ver o teu peso não como uma “aprovação do que tu és” mas com um número, como dígitos que são somente uma métrica que vale o que vale.

Confia em ti, segue o processo e os resultados tomam conta deles próprios. 

#descomplica

Coach João

Manu Silva – Dos planos da Internet à Transformação 180º

Manu Silva – Dos planos da Internet à Transformação 180º

Não sei se viste à dias o vídeo com o Manu, então decidimos deixar também o feedback excelente deste que é um dos nosso Sikianos mais motivados!


O que me levou a procurar a Sik Nutrition foi ouvir o relato de pessoas que estavam a adorar e a terem excelentes resultados tanto a nível físico como anímicos. A própria pagina da Sik Nutrition tinha ótimos feedbacks. Antes de começar o meu principal receio foi achar que monitorizar a alimentação ou contar macros poderia ser complicado e chato. Que iria perder muito tempo se tivesse de pesar tudo.. tinha medo de ter dificuldades em cumprir o que me iria ser proposto Já tinha experimentado alguns planos online…

Antes de iniciar tinha feito alguns planos de treino do Kris Gethin, adorava os planos e vídeos dele.. nunca sem esquecer toda a industria que está por trás.. achava ainda assim o homem incrível pois tanto faz preparação para ganho de massa, cut.. ou para Iron Man. Bastante diferente assim que ingressei na Sik. No inicio, como em qualquer processo novo… não descartava nada, estava atento a todos os pormenores, complicava um pouquinho.

Tinha a sensação que estava a fazer algo muito profissional, estava a começar a fazer parte de um grupo de pessoas com historias de sucesso. Sabia que se me dedicasse a 100%.. podia fazer parte dessas pessoas. (e cá estou eu hoje!)

A interação com o coach, com os restantes elementos da team foi sempre super natural, senti-me logo “em casa”. Todo o caminho percorrido até agora foi desenhado a imagem daquilo que eu pretendia, não foi trabalho meu.. não foi do coach… mas sim de ambos.. um trabalho de equipa… Todas as decisões, todas linhas a seguir foram estudadas e combinadas pelos dois. O pessoal da team está sempre presente, existe muito apoio, muito incentivo, muitas trocas de ideias e de experiências pessoais.

O grupo é fantástico! Mas o mais importante foi mesmo aprender a descomplicar, a parte da alimentação foi a peça chave dos meus resultados. Não por comer mais… ou por comer menos, mas sim por saber quantificar as necessidades nutricionais consoante meus objetivos.

Não deixei de comer o que mais gosto, mas aprendi escolher os alimentos e a confeciona-los da melhor forma. Tenho um passado de excesso de peso, um tanto ou quanto complicado mas não sinto vergonha nenhuma de quem eu era antes.

Houve uma fase em que eu era muito desleixado, outra em que progredi sozinho. Fiz foi sacrifícios desnecessários para perder peso pelo facto de não estar bem informado. Hoje é tudo bem diferente! Antes de iniciar tive algum receio de ter que de dizer não a algumas saídas entre amigos, a festas… Mas perdi logo o medo porque ficou muito vincado o facto de termos de ser descomplicados.

Hoje em dia, não digo não a nada, tento no entanto de forma consciente ser razoável pois há muito trabalho por trás, mas se houver um dia por outro em que me vou “esquecer” de tudo… que assim seja e que me saiba bem ahaha 😀 Hoje sinto que sou em vários aspetos uma melhor versão de mim mesmo.

Pelo que vejo ao espelho, pelo feedback que me passam. Sinto hoje em dia que consigo inspirar outras pessoas… não por ser especial, não por ter genética, não por ser melhor… Mas sim porque consigo passar a mensagem que não é preciso muito para começar a obter resultados.. isso sim.. agora consigo comprovar.

O meu nome é Manuel Silva, mais conhecido como Manu. Tenho 38 anos e sou técnico de produção numa empresa de construção em Braga. Sou uma pessoa bastante calma, sossegada e sou pai de uma linda menina. O que mais gosto de fazer é passear com ela, educa-la e ajuda-la crescer. Treino todos os dias as 07:00 antes de iniciar as 09:00 meu dia no escritório. Todos meus amigos me conhecem por conseguir comer muiiiito…ficam todos admirados. Sou aquela pessoa que pede (ainda hoje) 2 francesinhas.. ou pizza familiar.. ou mac box para mim sozinho hahha

“oh pai.. Tens tanto musculo 😮.. Valeu a pena ir ao ginásio pai!!”


Não consigo acrescentar muito, a não ser deixar alguns detalhes do processo do Manu.

fotos após as primeiros 8 semanas de trabalho conjunto

Seguimos um processo multdimensional e Faseado. Os Pilares que trabalhamos tecnicamente:

  • Revisão de Quantidades versus Objetivo
  • Preparação técnica dos exercícios para progressão a longo prazo
  • Ajustes de Lifestyle para melhor recuperação (Sono e Gestão de Stress)

A nível de processo lógico as fases que trabalhamos até a data:

  1. Perda de Gordura (com processo otimizado para ser o mais rápido possível)
    • Criamos uma fase em que existia um défice de calorias e um treino de volume moderado
  2. Fase de Ganho de Massa Muscular
    • Aumento gradual de ingestão de quantidade
    • Aumento Gradual de Volume de Treino
    • Aumento de Volume de Treino através de aumento de frequência (nº de treinos semanal)
  3. Fase de Manutenção
    • Redução de quantidades para manter o peso
    • Volume de treino moderado com cargas mais altas
  4. Fase de Ganho de Massa Muscular
    • Aumento gradual de ingestão de quantidade
    • Aumento Gradual de Volume de Treino
  5. Fase de Manutenção
    • Redução de quantidades para manter o peso
    • Volume de treino moderado com cargas mais altas
  6. Perda de Gordura (com processo otimizado para ser o mais rápido possível)
    • Criamos uma fase em que existia um défice de calorias e um treino de volume moderado
    • (fase atual do Manu)
  7. ainda por definir

Este foi o processo ao longo do último ano a trabalhar em conjunto. E que grande trabalho de equipa 😀 Podes ver o feedback em vídeo com o Manu aqui:

Coach João #descomplica

A Vânia descobriu que podia viver bem rodeada de comida, e atingir a sua melhor forma

A Vânia descobriu que podia viver bem rodeada de comida, e atingir a sua melhor forma

Hoje trago a espetacular história da Vânia. Uma mensagem crítica neste feedback da Vânia que quero reforçar:

O PESO NÃO PASSA DE UM NÚMERO!

Como poderão ver no final, sem diferenças astronómicas de peso, o corpo não é de perto nem de longe o que alguma vez foi. Confia mais em ti, cria objetivos relacionados com o processo e deixa os resultados tomarem conta de si 😉


Procurei a Equipa após diversas tentativas de perder gordura falhadas associadas aos inúmeros acessos de fome emocional e gula, após tantas tentativas fizeram-me perceber que precisava de ajuda para conseguir ser bem sucedida.
Um dia uma grande amiga minha, que já fazia parte da Team, falou-me do método de trabalho e da grande dedicação que era aplicada aos casos… e aqui estou! ?

Já tinha tentado praticamente de tudo para perder peso, desde ginásios, a dietas em que só podia comer repolho cozido e beber chá verde durante o dia, quando li acerca da Sik Nutrition, achei que nunca iria perder massa gorda a comer tanto e com tanta variedade…  Não foi fácil mudar 30 anos de maus hábitos, e na altura pensei “ou vai ou racha”… E não é que foi mesmo? ?

Claro que nada disto seria o mesmo sem a minha maninha do coração que já pertencia a esta família e convenceu-me a tentar. Ela já estava a trabalhar com o Coach João há uns meses quando me deu a conhecer o conceito e decidi tentar uma última vez.

Quando foi a minha vez de entrar foi um misto logo de início de muito entusiasmada e céptica, (mais uma vez, aquela sensação de “não vou perder peso a comer tanto”), mas depois, com o passar das semanas, com o incrível apoio da família Sikiana, fui mudando o meu mindset. Até porque comecei um pouco na defensiva, não se fosse dar o caso de não resultar… assim a desilusão não seria tão grande…

“Apenas quero aprender a comer de forma saudável e perder uns quilinhos… Sem pressas…Não quero ser fit… Nem gosto de exercício nem de ginásios…”

Era tão tontinha… lol

E depois, ver a união que existe na Team, todos a rumar no mesmo sentido, a entre ajuda sem igual, além de ser uma grande motivação, ajuda a perceber que não estamos sozinhos nesta luta e eu tenho muito orgulho em pertencer a este grupo, esta família, cujo dia a dia é tornar o, seu e o dos que os acompanham nesta jornada, ‘hoje’ melhor do que o ‘ontem’.

As primeiras semanas foram um pouco complicadas… Tive muitas vezes aquele sentimento de culpa por achar que estava a comer demais ou errado… Mas fiz um esforço contrariar esta sensação e confiar no processo, de confiar no Coach de que não tinha de “sofrer” em vão, foi quando comecei a ver resultados.
Ao longo deste último ano, todos os passos dados foram falados abertamente e foram feitas “cedências” de ambas as partes e diga-se de passagem, se não fossem estas adaptações, as mudanças mais importantes possivelmente demorariam mais a chegar.

Por isso hoje digo de boca cheia: a minha maior mudança foi o mindset, sem sombra de dúvidas.

Tem sido um ano de muitos altos e baixos, com muitos resultados que não correspondiam ao meu esforço, muitas semanas em que só me apetecia desistir. Pensamentos recorrentes:

  • “Porque é que X perde peso com Y dieta e eu com Z não saio do mesmo?”;
  • “Se calhar tenho mesmo é que me conformar que nunca vou ter um corpo bonito, nunca vou ter massa muscular decente… vou ter excesso de peso a vida toda, do que serve o esforço?”

E foram estes “macaquinhos no sótão” em conjunto com algumas conversas com o Coach João que me ocorreu o seguinte:

“E se desistires? Todo o esforço destes últimos meses vão ao ar? Sempre que há algum sinal de dificuldade numa dieta, desistes sempre! Em vez de repetires o mesmo processo e esperar resultados diferentes, porque não, pela primeira vez, saíres fora da tua caixa do ‘não é a minha cena… não gosto.. não me apetece…”

Então decidi experimentar e fazer as coisas de forma diferente. Pode até levar tempo, mas o tempo vai sempre passar, estejas ou não estejas a fazer algo por ti, e daqui a um ou dois anos vais olhar para trás e vais pensar “porque é que desisti?” e vais voltar ao mesmo.

A verdade é que encontramos sempre uma desculpa para justificar a nossa apatia “não tenho tempo”, “não gosto”, “tenho uma vida social muito activa”, até que um dia faz-se luz e percebemos que temos que fazer algo para contrariar essa “rotina”.

É incrível a quantidade de mitos e falsas verdades que nos são incutidos durante toda a nossa vida… e tudo se torna mais fácil quando percebemos que todos somos diferentes, que não existem soluções milagrosas e que muitas das vezes a resolução dos nossos problemas não está em empurrar em frente com toda a força, mas sim dar um pequeno passo atrás, ajustar a rota e seguir caminho.

Não digo que alguma vez tenha tido vergonha de quem era porque sempre tive excesso de peso e ao longo dos anos aprendi a viver com isso… Mas evitava fotografias, praia, actividades que soubesse que não conseguiria fazer bem. O que mais me deixa com ressentimentos do meu ‘Eu’ de há uns anos, é a relação de amor-ódio que tinha com a comida…

Comia o que devia e o que não devia, e depois ficava a sentir-me com culpa… Depois eram dois ou três dias a comer não mais do que 500/600kcal por dia, para depois me dar outro acesso de gula e comer tudo o que havia em casa… Hoje em dia, sinto que estou a fazer o necessário que está ao meu alcance para melhorar, sinto-me mais leve em todos os aspectos, sem quaisquer sentimentos de culpa com a comida!
Ao contrário das tendências passadas, aprendi a gostar de treinar, para além de um treino semanal em casa, faço Crossfit duas vezes por semana, mas há aqui uma vontadinha de ir mais vezes e começar a competir, quem sabe… ?

Como referi atrás o caminho foi longe de ser perfeito, principalmente em jantares e festas… é rara a semana que não tenha pelo menos um jantar ou festa. Houve uma altura em que era um drama, houve muitos que cancelei por ter medo de não conseguir cumprir com o plano. Mas agora, sabendo bem quais as escolhas posso fazer, consigo conciliar bem as festas com a alimentação.

Hoje tenho perfeita noção que atingi um patamar que nunca esperei, tenho uma óptima relação com a comida e até já treino (outro milagre ?), e estas são todas pequenas vitórias…

Mas ainda tenho um longo percurso, que, felizmente se está a tornar mais fácil de manter devido ao grande apoio do Coach João, de todos os que fazem parte desta grande família e do meu marido, que há uns meses também se juntou à Team.

Eu sou a Vânia Santos tenho 32 anos, sou Enfermeira Veterinária, natural de Vila Franca de Xira, mas há 3 anos mudei-me para o Portimão. Nos meus tempos livres, que não são muitos, aproveito-os para treinar, estar com os amigos, beber uma cervejinha à beira mar…


 

 

 

 

 

 

 

A parte mais incrível deste processo, na minha opinião é sem dúvida a gigante mudança de mindset! Em vez de “fugir do que não sei fazer” para “vou aprender passo a passo o que quem sabe o faz usa”.

  • A Vânia aprendeu a treinar, de raiz em casa com material mínimo
  • Não tinha de comer de 3 em 3 horas (na maior parte dos dias somente tem apetite para 2-3 refeições por dia)
  • Como a própria diz, a comida pareceu-lhe sempre muita, o que não impediu de ganhar energia extra e perder gordura
  • Hoje inspira outros a seguir o mesmo caminho, como o caso do Marido que se juntou a nós e já conseguiu uma enorme transformação também!

Rodeia-te de pessoas que tenham percorrido o caminho, vive com elas, aprende com elas e melhor de tudo…

#descomplca

Translate »